Uma crise de ansiedade (ou crise de pânico) e um ataque do coração têm sintomas parecidos: dor forte no peito, transpiração excessiva, coceira, problemas de respiração e náuseas. O fato de que um ataque cardíaco pode criar pânico só deixa tudo ainda mais confuso. Porém, apesar dos sintomas similares, é possível distinguir uma coisa da outra.
Se você ou algum de seus entes queridos sofrem com crises de ansiedade, é fundamental saber diferenciá-las de um ataque cardíaco. E este post irá mostrar como fazer isso.
E não se esqueça: na dúvida, chame o resgate imediatamente. No Brasil: 192 (Samu) e 193 (Bombeiros). Em Portugal, 112 (Número Nacional de Emergência).

Como identificar um ataque cardiaco:

As pessoas que já sofreram ataque cardíaco descrevem a dor como opressiva.
De forma geral, ela surge no meio do peito, podendo ser sentida no braço esquerdo e nas costas.
A dor pode ainda irradiar para o pescoço, dentes e mandíbula.
A intensidade da dor pode variar.
Este estado dura cerca de 5 minutos e não afeta a respiração.
A sensação de formigamento é frequentemente sentida só no braço esquerdo. Também podem surgir transpiração fria e pegajosa, náuseas e até vômito.
As pessoas costumam sentir medo, que é direcionado à dor opressiva no peito e à possibilidade de morrer por uma parada cardíaca.
Geralmente, as vítimas não apresentam alteração na respiração, exceto nos casos em que o ataque cardíaco provoca crise de ansiedade.
Se estiver apresentando estes sintomas há mais de 5 minutos, chame uma ambulância! Se não conseguir fazer isso, peça que alguém o leve ao pronto-socorro.

Como identificar uma crise de ansiedade:

Apesar de muita gente pensar o contrário, as crises de ansiedade podem surgir nas situações mais comuns.
Os sintomas de uma crise de ansiedade geralmente atingem o auge após 10 minutos.
A dor fica concentrada na área do peito, ocorrendo em "ondas": vai e vem.
A sensação de ardor que aparece durante crises de ansiedade, não se limita ao braço esquerdo, podendo surgir também no braço direito, pernas e nos dedos.
No caso de um ataque de ansiedade, as pessoas sentem medos irracionais: de afogar ou ficar louco, por exemplo.

Caso não seja capaz de entender se o que você está sentindo é reflexo de um ataque cardíaco ou de uma crise de ansiedade, como já dissemos, é melhor procurar imediatamente um médico. Em qualquer caso, esperar não é a melhor opção, em ambas as situações. Se estiver sofrendo de um ataque cardíaco, não receber ajuda médica a tempo pode significar a morte. No caso de uma crise de ansiedade, não ser atendido pode piorar o problema, aumentando a frequência dos ataques. Uma consulta médica pode melhorar a qualidade e a duração da sua vida.