Beber um pouquinho” ou “tomar porre” pode dar na mesma, indica estudo


Para todos aqueles que já ouviram sermão por estar bebendo demais, chegou a conclusão definitiva: O que é pior, beber um pouquinho todo dia, ou encher a cara num dia só?Tanto faz.O governo britânico possui uma tabela da quantidade de álcool recomendada para usufruir por dia, sem que seja necessário dar descanso (de 48 horas) para o fígado. Explicamos melhor a tabela aqui.Os médicos, e irmãos gêmeos, Chris e Alexander van Tulleken fizeram o mesmo questionamento,”e se ao invés de beber um pouquinho por dia eu escolhesse um dia da semana pra beber tudo e passasse os outros dias em abstinência?”A partir disso, montaram uma pesquisa para a BBC Horizon.Os gêmeos ficaram um mês sem beber nada alcoólico para que o organismo deles iniciasse a experiência do zero.

Depois de uma bateria de exames para identificar o ponto de partida, separaram as tarefas: um gêmeo iria ingerir a quantidade de álcool recomendada pelo governo britânico uma vez por dia e o outro iria tomar porres apenas nos finais de semana, de modo que os dois ingerissem a mesma quantidade de álcool por semana.Durante trinta dias os gêmeos fizeram testes regularmente, que iam desde o simples bafômetro até exames sobre toxinas presentes na corrente sanguínea.Durante a bebedeiraO irmão que consumiu uma taça de vinho por dia, relatou que no início a irritação foi um problema, pois queria beber mais e não podia, notou-se também perda da concentração no dia-a-dia, como uma leve ressaca permanente.Segundo os exames, o irmão que foi pra farra uma vez por semana, apesar de ter se recuperado da ressaca após alguns dias, teve aumento considerável no nível de álcool no sangue, suficiente para ter risco de morte.ConclusãoApós um mês, a conclusão deixou a equipe envolvida na pesquisa em choque. O organismo dos dois irmãos demoraram o mesmo tempo para se recuperar. Mesmo após uma semana, eles não haviam se recuperado totalmente do último dia de ingestão alcoólica.
O resultado dos exames foi surpreendente, uma taça por dia fez quas
e tão mal quanto porres nos fins de semana. Ou seja, a conclusão do estudo indica que as recomendações atuais não são nada saudáveis.- Eu nunca mais vou beber de novo.A boa notíciaSe existe alguma, é que o fígado pode sim se recuperar, mas precisa de um intervalo muito maior do que uma semana. O resultado foi tão surpreendente que já está sendo feito um estudo clínico mais aprofundado sobre o assunto.“Todos nós – doutores, pacientes, donos de bares, funcionários da saúde publica, donos de empresas de bebidas – amamos a ideia de que álcool pode ser algo bom e que o consumo excessivo não é tão ruim assim, queríamos muito que isso fosse verdade. A dura realidade é que não é.”, ressalta Alexandre.Ele também deixou uma regra de ouro, “se você ficar vermelho quando beber ou se as ressacas iniciarem rapidamente e forem graves, você está correndo maior risco de ter várias doenças. Seu corpo está te pedindo para parar por alguma razão.”Já sabe, né? Beba sempre com moderação.

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF