Existe um motivo científico para você ficar num relacionamento horrível


Relações ruins parecem se manter em um estado de limbo que fica em algum lugar entre o passado e o futuro, como num sofisticado movimento de câmera lenta. Um dia, você está como na lua de mel, convencida de que nunca se sentiu assim antes e depois no outro, você se dá conta de que vive há cinco anos em um relacionamento onde os baixos superam os altos e qualquer faísca ou excitação original desapareceu completamente. Por que?

Felicidade: Como encaramos valores subjetivos
A maioria de nós já experimentou a sensação de "como é que chegamos aqui?". De acordo com a revista Current Psychology, há na ciência uma razão pela qual tendemos a ficar num relacionamento assim. E em nada tem a ver com a fato de sermos criaturas de hábitos, estarmos com medo da mudança ou de estar sozinhos. Tem muito mais a ver com o valor que damos ao tempo e dinheiro, ao amor e à felicidade.

Este estudo pediu a mil pessoas para se imaginarem em vários cenários sem amor: ao primeiro grupo, foi informado de que estavam em um casamento infeliz por 10 anos, a outro foi dito que tinham sido casados ??por um ano, e ao terceiro foi dito que tinham comprado uma casa juntos e ao último grupo foi dito que houve um grande esforço em tentar salvar o casamento.

Os resultados mostram que 35% daqueles que colocaram dinheiro ou esforço extra na relação escolheria permanecer na relação, enquanto 25% do grupo que foi casado ??somente por um ano honraria o compromisso. Já o grupo que estava no casamento por 10 anos sem amor decidiu que eles permaneceriam 100%.
Os pesquisadores chamam isso de "efeito de custo investido”, que é quando você permanece em algo porque não quer desperdiçar dinheiro, tempo ou esforço que já foi investido na relação. Essa explicação parece ser bem óbvia na teoria, mas na prática não deve e nem é tão simples quanto parece de ser seguida tão à risca.

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF