Se você sofre com artrite ou dores nas articulações, precisa evitar estes 10 alimentos


Você sofre com a artrite? Então saiba que possivelmente existem outras inflamações em seu corpo. Sendo assim, uma dieta saudável é crucial. E não é só isso! A má alimentação também eleva o risco de diabetes, doenças crônicas, obesidade e outros problemas de saúde, além de elevar as inflamações.

A artrite reumatoide é tão ruim que pode dificultar tarefas simples do dia a dia, como dirigir, comer, trocar de roupa ou até mesmo escovar os dentes. Os sintomas mais comuns são:

  • Inchaço
  • Dores nas articulações
  • Perda do movimento
  • Inchaço
  • Rigidez

Há vários tipos de artrite e doenças que se relacionam com essa inflamação, por exemplo:

  • Gota
  • Fibromialgia
  • Artrite psoriática
  • Artrite reumatoide
  • Osteoartrite

Para evitar ou minimizar os sintomas, você deve fugir de alguns alimentos. 

1. Sal e conservantes: A maioria dos alimentos fabricados contém altos níveis de conservantes e sal. Os conservantes prolongam artificialmente a vida útil do produto, enquanto o sal torna o alimento mais palatável. O problema é que o consumo constante de sal e conservantes causa inflamações no corpo. Portanto, evite o exagero.

2. Trigo e glúten: Trigo e glúten provocam inflamação em seu corpo. E mais: destroem a flora intestinal, causando a síndrome do intestino permeável.  Há uma correlação entre a elevada permeabilidade do intestino e a dor nas articulações. Como resposta, o corpo desenvolve inflamações nas articulações.

3. Alimentos processados e fritos: Um estudo realizado na Icahn School of Medicine at Mount Sinai, de Nova Iorque, sugeriu que reduzir o consumo de alimentos processados e fritos em altas temperaturas (como a popular batata frita) poderia diminuir a inflamação. Além disso, fortaleceria a imunidade do corpo, evitando outros problemas de saúde.

4. Óleo de milho: Este tipo de óleo e qualquer tipo de alimento rico em gorduras ômega 6 podem resultar em inflamação. O risco não se encontra apenas no óleo de milho, mas também é encontrado nos óleos refinados de girassol, arroz, soja, canola, palma e algodão. Evite esses óleos para prevenir ou reduzir a inflamação em seu corpo.

5. Laticínios: A caseína é um tipo de proteína encontrada nos produtos lácteos. Sabe-se que esse tipo de proteína pode irritar o tecido em torno das articulações e levar à inflamação na área circundante.

6. Cigarro e álcool: O uso de cigarro e álcool tem sido associado ao início de algumas formas de artrite. O fumo foi considerado um grande fator de risco para a artrite reumatoide, enquanto o álcool foi considerado um fator de risco para a gota. Ou seja, evite-os.

7. Alimentos aquecidos em altas temperaturas: Sabe aqueles salgadinhos industrializados? Durante a produção, eles passam por aquecimento em alta temperatura, o que resulta em substâncias tóxicas que inflamam as articulações. Além disso, a imunidade também é atingida. Como resposta, o corpo libera citocinas, mensageiros capazes de agravar os sintomas da inflamação.

8. Cereais refinadas: Os carboidratos refinados, incluindo a maioria dos cereais, arroz branco e farinha de trigo branca, são alimentos de alto índice glicêmico. Eles induzem a criação de subprodutos que elevam a inflamação. Além disso, esses alimentos podem aumentar a probabilidade de doença cardíaca, obesidade e diabetes. A obesidade também foi considerada um dos principais fatores de risco para a artrite.

9. Açúcar: O açúcar branco libera citocinas, que, como já dissemos, causam inflamação. Na verdade, sacarose, frutose e glicose são todos prejudiciais, se consumidos em excesso.

10. Alguns vegetais:  O consumo regular de certos vegetais pode agravar os sintomas da artrite. Portanto, evite tomate, batata-inglesa, pimentão e berinjela. Eles possuem solanina, que é um tipo de composto que desencadeia reações adversas naqueles que sofrem de artrite.

Alimentos anti-inflamatórios para adicionar à sua dieta: Agora os alimentos positivos, que ajudam quem tem artrite.Você deve incorporar os seguintes alimentos na sua dieta diária:

  • Alho
  • Limão
  • Peixes ricos em ômega 3 (sardinha, cavala e salmão selvagem)
  • Chá verde
  • Brócolis
  • Cereja

FONTE:

Cura pela Natureza

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF